De um amigo

|


Falei a um amigo sobre a saudade que sentia pela ocasião da partida do meu amor...Disse que saudade era um tormento. Recebi um belo email como resposta! Estou disponibilizando o texto na íntegra para quem desejar ler. Obrigado, meu amigo pelas palavras e pela força dada a nós dois!
☼ ☼ ☼

Escreveu:

"O pior tormento? Não concordo. Pior seria a perda total não? Com certeza doi e doi muito mas, como diria o poeta Drummond:


Ausência
"Por muito tempo achei que a ausência é falta. E lastimava, ignorante, a falta. Hoje não a lastimo. Não há falta na ausência. A ausência é um estar em mim. E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços, que rio e danço e invento exclamações alegres, porque a ausência, essa ausência assimilada, ninguém a rouba mais de mim."

☼ ☼ ☼
E continua...
Lembre-se de toda a agonia que viveu por 16 meses em sua vida... agora vc sabe que a qualquer momento vcs podem se rever e desfrutar desta alegria e deste prazer.
Que não é a fórmula ideal eu concordo, mas é aquela possível no momento. No seu tempo certo, e com o planejamento racional e ajuizado de vcs dois isto poderá ser melhor adequado.
Se cuidem e não destruam o que com tanto sacrifício estão construindo.
Abração amigo... e para o Peposo tb.
Paulo"

2 comentários:

Paulo R. F. Braccini disse...

obrigado pelo carinho amigo ... beijo grande para vc e para o pêpo ... muita força para os dois ...

MIster Teles, o Musical disse...

Sucesso, sorte e muito amor! Nao desista nunca dos seus sonhos, Braz! Acredite sempre no amor! Parabens!

Postar um comentário

Obrigado por deixar seu comentário!
Ele será lido e publicado posteriormente.

 

©2009 Que não seja imortal, posto que é chama... | Template Blue by TNB