Feliz

|

"Alguns dias o sol não quer brilhar
E eu serei sua e você será meu
Vou fazer você feliz , feliz
Eu não sou um espécie falsa
Quero gastar minha vida com você
Vou fazer você feliz
Farei você se sentir tão bem
Feliz no amor
Amor sem dor
Luz além da chuva

Vou fazer você se sentir tão bem
É tudo para você
Seu amor...quero ser seu amor"
***
Estas frases foram enviadas pelo meu amor!

Resumo

|

"Eu, sabendo que te amo, e como as coisas do amor são difíceis, preparo em silêncio a mesa do jogo (...) É então que chegas e como se um vento do norte entrasse por uma janela aberta, o jogo inteiro voa pelos ares, o frio enche-te os olhos de lágrimas e empurras-me para dentro, onde o fogo consome o que resta (...)"
(Nuno Júdice )
Menos um dia para...beijar você.

Pausa

|

Meu coração está inquieto hoje...
e não vou ter nada de bom pra colocar aqui.

Caminho

|

Não quero mais saber do que aconteceu, nem muito menos ficar pensando no que poderá acontecer no futuro, que é tão incerto....
Quero o meu presente...e hoje, sei apenas que amo você.
Estou reconstruindo uma ponte...e ela poderá nos presentear um ao outro...
De você, peço apenas que confie...que acredite e que esteja do outro lado pra me receber.
Beijos

Não deixe o amor passar...

|

"Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida. Se os olhares se cruzarem e, neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.
Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d’água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.
Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um presente: o amor.
Por isso, preste atenção nos sinais - não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: o amor."
(Carlos Drummond de Andrade)

Sou mesmo apaixonado pelo meu amor...

Vale-abraço

|



"...me envolva todo em seus braços...
E eu serei o perfeito amor."

(Mário Quintana)




Ei...vou querer todos os meus abraços acumulados...


Semeadura

|


...e em seu coração lançarei todas as sementes...que germinarão e todo o resto será tomado por alegria e amor verdadeiro.
É o meu desejo.

São todas para você...

Vai-vém (com música)

|

"... Todos os dias é um vai-e-vém
A vida se repete na estação
Tem gente que chega pra ficar
Tem gente que vai pra nunca mais
Tem gente que vem e quer voltar
Tem gente que vai e quer ficar
Tem gente que veio só olhar
Tem gente a sorrir e a chorar
E assim, chegar e partir...

São só dois lados da mesma viagem
O trem que chega
É o mesmo trem da partida
A hora do encontro...é também despedida
A plataforma dessa estação é a vida desse meu lugar
É a vida desse meu lugar...é a vida”

Poesia

|


" Se houver um tempo de retorno,
eu volto.
Subirei, empurrando
a alma

com meu sangue
por labirintos
e paradoxos

- até inundar novamente o coração.


(Terei, quem sabe, o mesmo ardor de antigamente.)"
(Mulher no palco, 1984)

Coração inundado de alegria...pois você chegará.

Luz

|


"Passei a vida
a amar

e a esquecer...
um sol a apagar-se
e outro a acender
nas brumas
dos atalhos

por onde ando..."
(Florbela Espanca)


Amor, a saudade é o pior tormento...

Amar

|


" Amar e
ser amado
Não há nenhuma outra pérola
para se achar nos refolhos da vida
Amar é um cumprimento."


(Victor Hugo)


Meu amor vai chegar aqui!

Minha amante esperança

|


" Meu coração se transforma a cada experiência. Mas ainda palpita, se sobressalta e se assusta. Ainda sou vulnerável ao
belo e bom,
ao ruim e ao decepcionante."


(Perdas & Ganhos - L. Luft )

Uma música para você...

|

Nada como uma música para homenagear
e expressar sentimentos
video

Mudanças no blog (2)

|

Estava pensando como é injusto não poder fazer as coisas como quero aqui no blog...simplesmente porque "alguém" sem muita qualificação passa por aqui e covardemente faz comentários anônimos pra mim.
Não tenho nada a temer, nem muito menos a esconder! Apenas lamento a atitude de quem faz isso.
Vou voltar às configurações normais da página!


Quer me visitar, ler o que publico aqui - fruto de um sentimento que, com certeza você não deve sentir - me visite! Poderá até deixar algum recadinho...ele estará sempre sendo filtrado, ignorado e deletado, automaticamente!
É a tecnologia a meu favor!

Deverias

|



...
" Devias estar aqui rente aos meus lábios
para dividir contigo esta amargura
dos meus dias partidos um a um."
...
( Eugénio de Andrade )



Saudades de você, amor meu!

Mudanças no blog

|

Caros amigos, amigas,
Estou fazendo algumas alterações no meu blog. A pessoa anônima, desqualificada e extremamente pobre de espírito, continua perdendo seu tempo e me enviando coisas desagradáveis. O mais engraçado disso tudo é essa criatura achar que estou irritado, temeroso ou querendo me esconder por trás de alguma máscara. Que máscara?
Quem está no anonimato aqui não sou eu!

Por hora, vou bloquear a possibilidade de os visitantes que passarem por aqui deixarem seus comentários. É uma forma de evitar o desprazer de leitura tão pobre, baixa e sem conteúdo algum.
Quem é realmente meu/minha amigo(a) conhece meu email pessoal e poderá assim fazer algum comentário.
É uma pena e bastante lamentável, mas é a maneira que disponho, no momento, de me preservar e de preservar a pessoa que amo.

E pra quem está fazendo isso, digo apenas uma coisa: pena que se esconde num anonimato e sai distribuindo palavras vazias que apenas confirmam quão mediocre deve ser a sua vida. Percebe-se, assim, claramente, como deve ser 'alguém' carente de amor, atenção, amigos verdadeiros, dignidade, enfim, valores cultiváveis.
Até mim...você não chega mais!
Dê um tempo!

Fosco

|

"...mas o espelho é fosco, não consegue irradiar de volta o brilho que lhe é lançado e tudo aquilo acaba se pulverizando no ar."

O forte, o fraco

|

Estou chateado, magoado, triste, sei lá.

Já não estou conseguindo meios para alcançar você. Nada do que tenho feito, dito, proposto tem tido efeito.
Um lado seu quer...mas o outro, que se apresenta mais forte, não quer...e está me vencendo.
Sinto-me um nada.

***

" A perda do amor pelo fim do amor, por abandono ou traição, supera toda a nossa filosofia de vida, nossos valores, independe de nós.
Nada conforta, nada consola. Como o outro está ainda ali, vivo, talvez com outra pessoa, nossa mágoa e sentimento de rejeição se misturam à inconformidade e às tentativas, eventualmente danosas, de recuperarmos quem não nos quer mais."

(Perdas & Ganhos - L. Luft)

Metade

|

" Que a força do medo
que tenho

Não me impeça de ver
o que anseio


Que a 'mulher' que eu amo seja pra sempre amada
Mesmo que distante

Porque metade de mim
é partida

Mas a outra metade é saudade.

Que essa minha vontade de
ir embora

Se transforme na calma e na paz que eu mereço
E que essa tensão que me corrói por dentro
Seja um dia recompensada
Porque metade de mim
é o que penso

E a outra metade um vulcão.



Que o medo da solidão se afaste
E que o convívio comigo mesmo se torne
ao menos suportável

Que o espelho reflita em meu rosto um doce sorriso que
eu me lembro ter dado na infância

Porque metade de mim é a lembrança do que fui
E a outra metade não sei

E que a minha loucura seja perdoada
Porque metade de mim é amor
E a outra metade também."

(Oswaldo Montenegro - trechos. Onde está escrito 'mulher', entenda-se homem)

Você me faz falta...Saudade.

Reflexão

|

Clique na imagem para ampliar

A imagem diz...

|

Acho que não vou conseguir evitar que minha tristeza me consuma...

***
"Perdi-me muitas vezes pelo mar
Com o ouvido cheio de flores recém-cortadas
Com a língua cheia de amor e de agonia
Muitas vezes me perdi pelo mar
Como me perco no coração de alguns meninos

Porque as rosas buscam em frente
Uma dura paisagem de osso
E as mão do homem não tem mais sentido
Que imitar as raízes sobre a terra
Como me perco no coração de alguns meninos

Perdi-me muitas vezes pelo mar
Ignorante da água
Vou buscando uma morte de luz que me consuma"
( F. G. Lorca )

Música do dia: A Felicidade

|

"Tristeza não tem fim
Felicidade, sim
A felicidade é como a pluma

Que o vento vai levando pelo ar
Voa tão leve
Mas tem a vida breve
Precisa que haja vento sem parar


A felicidade do pobre parece
A grande ilusão do carnaval
A gente trabalha o ano inteiro
Por um momento de sonho
Pra fazer a fantasia
De rei ou de pirata ou jardineira
E tudo se acabar na quarta feira

Tristeza não tem fim
Felicidade, sim

A felicidade é como a gota
De orvalho numa pétala de flor
Brilha tranqüila
Depois de leve oscila
E cai como uma lágrima de amor

A minha felicidade está sonhando
Nos olhos da minha namorada
É como esta noite
Passando, passando
Em busca da madrugada
Falem baixo, por favor
Pra que ela acorde alegre como o dia
Oferecendo beijos de amor"

(Antônio Carlos Jobim e Vinícius de Moraes)

P.S. Depois eu vou colocar a música!

Cenas da cidade: Pacotão

|

Este é o bloco de rua mais conhecido de Brasília: o Pacotão, que completou 30 anos. Este ano ele saiu da 303 Norte e foi até a 306 Sul, via W3 Norte/Sul. (Quem é de Brasília entende o que eu quis dizer, risos).
Já que fiquei parado no trânsito sem poder passar, resolvi fazer um pequeno registro. Até que eu dei umas boas risadas!
video

Procurando o tom

|

" Não sou a areia
onde se desenha um par de asas
ou grades diante de uma janela.
Não sou apenas a pedra que rola
nas marés do mundo,
em cada praia renascendo outra.
Sou a orelha encostada na concha
da vida, sou construção e desmoronamento,
servo e senhor, e sou
mistério.
A quatro mãos escrevemos o roteiro
para o palco de meu tempo:
o meu destino e eu.
Nem sempre estamos afinados,
nem sempre nos levamos
a sério."

Anonimato

|

Anonimato. S.m. 1. Estado do que é anônimo. 2. Hábito ou sistema de escrever sem assinar.
Anonímia. S.f. Qualidade do que é anônimo.
Anônimo. Adj. 1. Sem o nome ou a assinatura do autor; sem denominação. 2. Sem nome ou nomeada; obscuro.
S.m. 3. Aquele que oculta o seu nome. 4. Indivíduo obscuro, sem nome ou renome.
(Dicionário AURÉLIO da Língua Portuguesa - Básico, p.45)
***
Não é a primeira vez que alguém, se é que posso considerar uma figura anonímia como pessoa, passa por aqui, visita meu blog e me deixa, anonimamente (detalhe), comentários nada muito agradáveis.
Realmente não entendo a razão de tal segredo em se revelar. Tal atitude apenas demonstra que se trata de um ser fraco, desprovido de caráter e provavelmente bastante recalcado!
Lamentável que em pleno séc. XXI ainda existam "pessoas" que usam tal artifício como maneira de expressão.
Não tenho problemas com críticas! Pelo contrário! Sou um crítico nato! Mas mostro minha cara, sou autêntico em tudo que faço na minha vida. Ah...talvez seja isso que o/a incomoda tanto.
Mostre-se! Qual o temor?
Lamentável...
Alguma vez, em sua mediocridade, já ouviu falar em IP? (Internet Protocol).
Não?
Sugestão: informe-se sobre o assunto.
Sucesso pra você!

Refletindo e tentando entender...tentando.

|

Às vezes damos às pessoas nossas melhores fases, dias, sentimentos. Acabamos até mesmo dando aquilo que não tivemos. Mas o espelho é fosco, não consegue irradiar de volta o brilho que lhe é lançado e tudo aquilo acaba se pulverizando no ar.

As pessoas se desencontram...por um simples gesto, palavra, desejo. Acabam se desviando do caminho que pensaram, um dia, percorrerem juntas.
O caminho de volta nem sempre é fácil e mesmo assim quando conseguem vislumbrar, ao longe, algum atalho que poderia levá-las de volta ao ponto de partida, nem sempre estão dispostas a tomá-lo.
Quando e por que razão, se o gostar era mútuo e verdadeiro, a outra pessoa passou a não ter encanto? E tudo que se passa a procurar então é o cheiro de uma nova pele, outro tipo de aproximação?

P.S. Nunca vou conseguir entender isso, nem muito menos aceitar.

Acreditar em todos os encantamentos

|

" Eu sonhava com cruzadas
Viagens de descobertas
Cujas narrações jamais
foram feitas

Repúblicas sem histórias
Guerras de religiões sufocadas
Revoluções de costumes
Deslocamento de raças
e de continentes:

Eu acreditava em todos os encantamentos "
Arthur Rimbaud, 1854/1891 - poeta francês

Amar

|


"Fechei os olhos para
não te ver
e a minha boca para
não dizer...
E dos meus olhos fechados
desceram lágrimas que
não enxuguei,
e da minha boca fechada nasceram sussurros
e palavras mudas que
te dediquei...

O amor é quando a gente mora um no outro."


( M.Q )

 

©2009 Que não seja imortal, posto que é chama... | Template Blue by TNB