:: De todos os todos ::

|

" De todas as palavras
de amor,

De todos os poemas apaixonados,

De todos os dias vividos,

E os ainda desejados...

De todos os beijos roubados...

E os abraços apertados...

Os olhares enlouquecidos...
E os carinhos aquecidos...
De todos os todos,
Era em ti que encontrava a paz,
Era em ti que pensava e dividia meu dia,
Era por ti que multiplicava o tempo,
E parava as horas,
Era em ti que encontrava todos os todos...
De um amor que acabava de começar...
E tinha cara de eterno em cada segundo...
De grande em cada gesto...
E de especial o tempo todo..."
;-(
( Night Wolf )

1 Comentário:

Paulo Roberto F. Braccini disse...

o grande, o eterno, o especial... é o amor que traz a paz aos corações inquietos...

Postar um comentário

Obrigado por deixar seu comentário!
Ele será lido e publicado posteriormente.

 

©2009 Que não seja imortal, posto que é chama... | Template Blue by TNB